Fog & Edge Computing

Além da computação em nuvem, mais recentemente foram desenvolvidas a computação em borda (edge computing) e a computação em névoa (fog computing), impulsionadas pelas necessidades de redução da latência, diminuição de tráfego e aumento de disponibilidade trazidas pela Internet das Coisas (IoT), ambientes inteligentes, serviços de streaming e 5G.

Confira a apresentação a seguir e também o vídeo indicado "This is Fog". Visite também o site do Industrial Internet Consortium, que "absorveu" o OpenFog Consortium. Uma observação sobre o slide "entendendo fog computing" é que fog, ou névoa em português, é essencialmente uma "nuvem baixa"; em termos computacionais isso significa implementar os recursos computacionais mais próximos dos geradores e consumidores de dados, implementados desde na forma de IoT gateways até micro data centers.


Faça o download da apresentação em formato PDF no final da página.


Para saber mais sobre o assunto leia o artigo Arquiteturas de Fog Computing para Internet das Coisas nas Plataformas Fiware e Helix publicado por mim e pelo Prof. Fábio Cabrini no FTT Journal of Engineering and Business em 2019.

Resumo do artigo:

Computação em nuvem tem sido usada como um padrão para o desenvolvimento de aplicações de Internet das Coisas (IoT) que se beneficiam de escalabilidade, disponibilidade e custos menores, mas também faz com que as aplicações de IoT dependam da conexão com a Internet e sejam suscetíveis a latências elevadas de comunicação e processamento. Computação em névoa (fog) é apresentada na literatura como a principal solução para esses problemas além de trazer possibilidades adicionais. O FIWARE é uma plataforma europeia para Internet do Futuro e suporta o desenvolvimento de aplicações de IoT oferecendo módulos chamados Generic Enablers para uso em nuvem. O Helix é uma plataforma baseada no FIWARE e em microsserviços para o desenvolvimento de aplicações para ambientes inteligentes. Neste artigo, são propostas e analisadas arquiteturas de fog computing para aplicações de IoT baseadas no FIWARE e Helix que apresentaram uma redução da latência, além da capacidade de possibilitar a comunicação horizontal e vertical através da federação de context brokers.


Ċ
Filippo Valiante Filho,
27 de abr. de 2020 14:11